Coluna, Dor

Hérnia de disco. Sintomas, diagnóstico e tratamento.

O que são os discos intervertebrais?

Os discos intervertebrais são estruturas encontradas nos espaços entre dois corpos vertebrais, e funcionam como um coxim ou “almofada” que absorve impacto vertical e permite mobilidade da coluna.

A coluna vertebral consiste basicamente numa série de vértebras empilhadas, e os discos intervertebrais são os principais responsáveis por amortecer o impacto entre essas vértebras, e junto com os ligamentos – que são faixas resistentes de tecido rico em colágeno – ajudam na sustentação do corpo.

O que é uma hérnia de disco?

O disco intervertebral é formado por duas partes principais: o ânulo fibroso que fica na parte periférica do disco e é mais rígido e resistente; e o núcleo pulposo, que fica na parte central do disco, é mais mole, e responsável pela característica de absorção de impacto e mobilidade do segmento vertebral.

A palavra “hérnia” descreve tudo aquilo que está fora do seu lugar original. Uma hérnia de disco acontece quando, por diversos mecanismos de desgaste da coluna, o ânulo fibroso se enfraquece permitindo a migração de parte do núcleo pulposo através da falha do ânulo localizado na periferia do disco. Esse deslocamento do disco pode então comprimir uma raiz nervosa ou a própria medula, levando a sintomas como dor ou alterações neurológicas. O próprio material do núcleo pulposo contém substâncias irritativas que podem levar à dor pela simples proximidade, sem necessariamente haver compressão.

 

shutterstock_75361696Ilustração esquemática demonstrando herniação do núcleo pulposo comprimindo uma raiz nervosa

Quais são os sintomas de uma hérnia de disco?

Os sintomas causados pelas hérnias de disco vão depender de sua localização. As hérnias de disco mais comuns são as cervicais e as lombares (parte inferior das costas). As hérnias torácicas (parte média e superior das costas) são mais raras.

Hérnias cervicais: 

Os sintomas das hérnias cervicais podem ser de radiculopatia, quando a hérnia comprime apenas uma raiz nervosa, levando a dor no pescoço irradiada para os braços, formigamento, dormência ou perda de força parcial, geralmente maior em um dos braços.

Podem haver sintomas de compressão medular, levando a sintomas de desequilíbrio, perda de força nos braços e pernas, dormência, alterações urinárias e prisão de ventre. Um quadro chamado de mielopatia.

Hérnias lombares:

No nível da coluna lombar, a medula já se tornou cone medular (porção inferior e mais fina) e em seguida na parte mais inferior existe apenas uma série de raízes juntas, a chamada cauda equina.

A hérnia lombar pode causar sintomas pela compressão do cone medular, cauda equina ou compressão e irritação química das raízes nervosas, levando a sintomas de dor lombar com irradiação para as pernas, queimação, formigamento, dormência, fraqueza nas pernas e/ou pés ou dificuldade para urinar ou defecar nos casos mais graves.

Como as hérnias de disco podem ser diagnosticadas?

Além dos sintomas e sinais no exame físico realizado pelo médico, que direcionam o raciocínio clínico, outros exames são necessários para o diagnóstico definitivo das hérnias de disco.

O melhor exame para se diagnosticar uma hérnia de disco é a Ressonância Magnética da coluna. A Tomografia pode também ser usada porém não da tantas informações sobre o disco e sua relação com as estruturas nervosas como a Ressonância.

Seu médico pode solicitar outros exames como raio-x simples ou dinâmico da coluna ou eletroneuromiografia para ajudar no raciocínio diagnóstico.

Como tratar uma hérnia de disco?

Primeiro, é importante enfatizar que a doença degenerativa do disco intervertebral é uma achado bastante comum na população. Existem estudos que mostram que muitas pessoas tem hérnias ou protrusões de disco, detectadas acidentalmente, e não apresentam nenhum sintoma. Somente as hérnias sintomáticas devem ser tratadas, e às vezes o achado de uma hérnia de disco não significa que ela é a culpada por todos os sintomas.

Tratamento não cirúrgico:

O tratamento conservador, ou não cirúrgico, dos sintomas causados por uma hérnia de disco deve ser sempre tentado inicialmente, durante um período que varia entre 6 a 12 semanas. Exceto se tais sintomas se manifestarem como perda de força, alterações urinárias e fecais, ou dor intratável e incapacitante por dias.

O tratamento conservador consiste numa combinação de medicações analgésicas de diversos tipos, podendo incluir analgésicos simples (como Dipirona e Paracetamol), medicamentos anti-inflamatórios não esteroidais (ex: Diclofenaco, Naproxeno), corticóides e opióides.

Além das medicações, a fisioterapia nesta fase é muito importante. Podem ser realizadas manobras de manipulação cervical (quiropraxia) ou lombar, manobras para alívio da dor, aplicação de corrente elétrica ou ultrassom para alívio da dor, correção postural e fortalecimento de musculatura dorsal e abdominal, e aplicação de gelo ou calor para alívio dos sintomas.

Outro ponto importante para se conseguir sucesso no tratamento conservador, e assim evitar cirurgias, é adotar uma mudança positiva no estilo de vida. Alguns pacientes podem, por exemplo, se beneficiar da perda de peso. A dor crônica pode também causar alterações do humor, e medidas como exercícios físicos, manutenção de uma vida ativa e acompanhamento de psicólogos e psiquiatras podem ser bastante úteis.

Se após esse período de tratamento conservador houver persistência dos sintomas, outros tratamentos mais invasivos como a injeção epidural de corticoides, e outras técnicas podem ser tentadas, com bons resultados inicialmente, porém de duração geralmente limitada a poucos meses.

Tratamento cirúrgico:

No caso de falha do tratamento conservador inicial pelo período mínimo de 6 semanas, a cirurgia pode ser uma opção para o alívio dos sintomas.

A microdiscectomia é o procedimento cirúrgico mais utilizado para se tratar uma hérnia de disco simples. Nele a porção herniada do disco, aquela que está fora dos seu local habitual, causando compressão/irritação da estrutura nervosa e dor, é removida cirurgicamente. Atualmente a cirurgia pode ser realizada por endoscopia, onde não há cortes, a dor do pós operatório é reduzida e o paciente pode ter alta hospitalar no mesmo dia, a depender do caso.

A cirurgia para artrodese lombar pode ser utilizada em casos selecionados de dor lombar importante sem controle com medidas conservadoras, em que a doença do disco e mobilidade do segmento vertebral é a provável causa da dor. Nesta cirurgia uma parte da coluna é imobilizada com o implante de parafusos, hastes e/ou dispositivos intervertebrais, com o intuito de se remover a mobilidade daquele segmento e assim melhorar a dor.

 

Este texto não tem a pretensão de substituir nenhuma recomendação médica. A melhor maneira de o paciente esclarecer suas dúvidas é sempre conversando com seu médico.

31 comentários em “Hérnia de disco. Sintomas, diagnóstico e tratamento.”

  1. Boa tarde.
    Estou impressionada e feliz por ter acessado este site, o nivel de informacao sobre o assunto do meu interesse foi fundamental para decidir qual o medco procurar.
    Tenho hernia de disco e estou sofrendo muito com as dores, por morar no interior vou me programar para uma consulta em Salvador, vou entrar em contato com voces.
    Obrigada.
    Everaldina Damasio

    1. Olá Everaldina!

      Nos esforçamos para levar informação de qualidade e ao mesmo tempo acessível ao público.

      Obrigado pelo retorno!

    2. B noite. Tenho lupus estou sobo uso de coiticoides, fui diagnosticada com hernia de disco. Sinto muitas dores. Tomo analgesico mas tem dia que parece esta pior o qie eu faço?

      1. Olá Laudiceia.

        O Lúpus pode estar relacionado a piora do componente inflamatório da hérnia de disco, e deve estar sob controle para evitar crises. O tratamento da hérnia de disco inicialmente se baseia sempre na fisioterapia, medicações para dor crônica e terapias complementares como bloqueios, acupuntura e psicoterapia. Procure um especialista em coluna para ajudar no seu caso!

  2. Boa noite, tenho duas hérnias de disco, uma pequena e uma média, L4/L5 e L5/S1 na qual os medicamentos não fizerem efeito. Quero fazer a cirurgia, mas pela técnica endoscópica. Marcando uma consulta pelo Planserv, quanto tempo demoraria para eu realizar a consulta e tudo necessário até a data da cirurgia, se o plano aprovasse. Com duas hérnias é possível realizar a cirurgia pela técnica endoscópica? Depois do procedimento, eu poderei voltar a fazer atividades de impacto, corrida, basquete, normalmente? Quais são as chances?
    Obrigado,
    Breno Evangelista

    1. Olá Breno.

      Infelizmente o planserv ainda não libera a cirurgia endoscópica.
      Para falar sobre suas possibilidades de recuperação precisamos fazer uma avaliação melhor do caso com exame clinico e imagens!

      Fique à vontade para agendar uma avaliação!

  3. Olá Dr. Meu esposo tá sofrendo com três hérnias de disco, sente muitas dores na perna direita, já tem quase um ano q está sentindo essas dores. Desde o início ele só consegue aliviar as terríveis dores com o medicamento tandriflan, toma dois por dia, mas ja deu uma alteração no fígado, estamos preocupados. Queria ver a respeito da cirurgia.

    1. Olá Ana Paula.

      A cirurgia geralmente é indicada na falha do tratamento clínico por 6 a 12 semanas. Se mesmo após medicações e um bom programa de fisioterapia as dores estiverem prejudicando muito a qualidade de vida, a cirurgia pode ser indicada.

      Nos casos de perda progressiva de força no pé ou síndrome de cauda equina, a cirurgia estaria indicada como urgência.

      Procure um especialista para sanar suas dúvidas e avaliar o caso do seu marido!

      Espero ter ajudado.

  4. Boa tarde eu tenho 16 hernias de discos estou sofrendo muito com tanta dor tem dia que não consigo mem me meche tenho hérnias na lombar na cervical e na torácica tomo muito remedio e não estou vendo melhora tem dia que pareco que estou tomando uma carga de emergia começo a tremer e não consigo ficar em pé o que o senhor achar que eu posso ainda melhorar com medicamento ou cirurgia doutor elas são degenerativa

    1. Olá Alexandra!

      Temos que ver direito a causa dessas dores. O aparecimento de “hernias de disco” em exames de imagem, mesmo em pessoas saudáveis, é extremamente comum. Por isso deve haver uma correlação entre os sintomas, exame clínico e imagem para estabelecermos se as hernias podem de fato estar envolvidas na origem da dor!

      Procure um especialista e faça uma avaliação!

  5. Olá boa tarde.tenho duas ernias de disco.
    Tem dias q ela trava q fico sem conseguir respirar .eu faço ciclismo isso é bom p o tratamento ?

    1. Olá Roberio!

      O ciclismo não é muito recomendado em vigência de dor lombar pela postura em flexão adotada durante a atividade, que geralmente piora as dores originadas do desgaste do disco intervertebral!

  6. Muito util para meus conhecimentos de meus proprios problemas,tenho duas e um bico de papagaio…tenho hábito de assistir tv deitado no sofá, sera q agrava? Obrigado

    1. Olá Marcelino!

      O fato de assistir TV deitado a princípio não deveria agravar uma hérnia lombar, a não ser que você note que esta posição esteja lhe causando dor. Geralmente as hérnias lombares podem ser pioradas quando existir sobrecarga do disco, que acontece na posição sentada ou em pé, com levantamento de carga e flexão da coluna.

      1. Olá Dr. Estou sentindo dor contínua no pescoço há alguns anos, piorando agora. É do lado esquerdo e sempre dói a cabeça nesse mesmo lado. Eu tomo remédio pra enxaqueca, Naranety. Mas como a dor no pescoço aumenta, imagino que deva ser uma hérnia pois se trata de uma dor no nervo com irradiação. Tenho seios grandes e talvez o peso deles possa estar causando isso. A alça do sutiã marca muito meus ombros, estou até com aquele músculo do trapézio alto rsrs. Este post me esclareceu algumas dúvidas. Talvez o senhor possa me ajudar mais. Obrigada

      2. Olá Cristina,

        A doença degenerativa ou “desgaste” da coluna cervical pode ser também causa de dores de cabeça. São as chamadas cefaléias cervicogênicas. Geralmente os sintomas de compressão da raiz nervosa pela hérnia de disco se manifestam com dor irradiada para o ombro ou braço. Portanto, tanto os sintomas de dor no pescoço e cabeça, como os sintomas de dor irradiada podem ser causado pela doença degenerativa (ou desgaste) do disco intervertebral cervical. Agende uma consulta com um especialista em coluna para que seu caso posa ser melhor avaliado!

  7. Olá tenho 34 anos e apareceu hérnia de disco e bico de papagaio em mim quando eu tava com 30 anos e queria saber se isso tem cura sem ser por cirurgia.

    1. Olá Leonardo.

      Existem diversos tratamentos minimamente invasivos para os sintomas da hérnia de disco. Precisamos saber qual o seu sintoma para definir o melhor tratamento. Além disso, mesmo que o caso necessite de cirurgia, atualmente a técnica de cirurgia endoscópica para hérnia de disco minimiza muito a agressão tecidual necessária para remoção do disco.

      Agende uma consulta com um especialista para avaliar melhor seu caso e definir a melhor terapêutica!

      1. Bom dia eu sinto dor na coluna cervical dor no pescoço ombro espacula e braço, ja tive três crises a primeira durou 2 meses a segunda 1 mês e meio a terceira já está com 11 dias e ainda n passou as dores, tomo medicamento controlado e n passa, por favor me ajude eu não sei mais o que fazer, quem sente disso nunca mais pode ter uma vida normal? N pode trabalhar? Isso Nao tem cura? Por favor estou desesperada pois tento uma filha de 2 anos para sustentar preciso ficar boa para trabalhar, diga que tem cura pelo amor de Deus, deaculpe meu desespero, obrigada!

      2. Olá Marinei,

        Parece uma cervicobraquialgia o que você descreve. Este é um sintoma que deve ser avaliado e examinado no consultório, e com a ajuda de exames complementares deve ser feita uma suspeita diagnóstica. Neste caso as principais causas de dor envolvem a coluna cervical, procure um especialista para te ajudar!

        Sobre o tratamento, alguns casos são mais difíceis de manejar que outros, mas a maioria tem boa resposta com um bom programa de fisioterapia associado a medicações. Outras formas de tratamento como bloqueios e rizotomias podem ser feitas, sendo a cirurgia reservada para os casos refratários ao tratamento clínico.

        Esperamos ter ajudado!

    1. Olá Orlando,

      Seu caso precisa ser avaliado com cuidado. Atualmente existem diversos tratamentos para a dor lombar, que dependem de um diagnóstico preciso. Todas as linhas de tratamento passam por fisioterapia e medicações, e podem chegar a procedimentos como bloqueios e rizotomias, ou cirurgia em último caso.

      Orientamos que procure um médico especialista em doenças da coluna vertebral para auxiliá-lo!

  8. Olá,Boa tarde, tenho51 anos fiz RM fui diagnosticada com
    Espondilose lombar incipiente
    Discopatis degenerativa
    Abaulamento em l3-l4 e l4-l5
    Sinais de rotura do ângulo fibroso l4-l5 o que o Dr.me orientará?

    1. Olá Edina!

      É preciso fazer uma avaliação cuidadosa da dor em consultório, para avaliar suas características e tentar estabelecer a principal fonte, já que existem diversas estruturas na coluna que podem causar dor. Todas essas alterações que você relatou podem estar presentes em indivíduos que não sentem nenhuma dor!

  9. Boa tarde!Dr. CARLOS Eduardo,gosteii imensamente dos comentários a respeito do seu diagnósticos e precisão ,venho sofrendo há anos,são dores intensas,sempre em crises,pintadas q assisto,as vezes travam q não saio do lugar, os corticóides e analgésicos não resolvem mais,os pés incham,a sensação q carrego uma carroça bem pesada mas costas,fico desesperada me ajude.abraços

    1. Olá Maria!

      O seu caso parece ser de uma dor crônica mesmo, que tem prejudicado muito sua qualidade de vida. Nesses casos é essencial o tratamento multidisciplinar para dor, composto por fisioterapia, acupuntura, psicologia, nutrição, além, é claro, de um especialista em coluna para fazer o diagnóstico preciso e orientar a terapêutica médica, que pode ser composta de medicações, bloqueios diagnósticos / terapêuticos, e em último caso cirurgia.

  10. Boa tarde doutor, tenho uma dor horrível do lado esquerdo da minha lombar que não sei dizer direito onde é exatamente localiza , tem horas que parece que e de um lado da coluna e também parece que é no quadril e tem horas que acho que é no meu rim esquerdo , já fiz ressonância e consta que não tenho dana a dor também vai pelo meio da minha nádega até o joelho essa dor já tem vários anos já fiz de tudo e a dor não sara não sou gorda mais sempre tento manter meu peso na medida do possível controlada fico muito triste com essas dores se os médicos falam que não é nada o que posso fazer doutor , eu devo estar ficando louca em sentir dor sem ter nada?

    1. Olá Tânia!

      As dores complexas precisam de uma avaliação e exame médico cuidadoso para se chegar numa suspeita da sua origem. A dor crônica pode piorar estados de ansiedade e vice-versa, mas isso não significa que essa dor “é da sua cabeça”! Você tem um problema real que precisa ser tratado, procure um especialista para que ele possa te ajudar a ter uma melhor qualidade de vida!

  11. Bom dia Dr. Fiz uma cirurgia de hérnia de disco lombar a 9 anos atrás onde foram colocados 6 parafusos, deu tudo certo, parei com as dores e fiquei normal
    A uns dois a três anos atrás voltei a ter incômodo como falta de postura inclinando o corpo para frente, e está cada dia pior
    Pergunto-lhe com seis parafusos posso fazer quiropraxia ou me recomendaria um outro tratamento

    1. Olá Hermano!

      O passado de cirurgia de artrodese não é contra-indicação para quiropraxia. Mas é preciso investigar melhor seu sintomas, pois anos após uma cirurgia de fixação de coluna as vértebras não fixadas podem ficar sobrecarregadas e causar problemas, por isso é preciso um acompanhamento pra vida toda! Procure um especialista para te ajudar!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.